O Coral

O CORALUSP foi criado no ano de 1967, pelo Maestro Benito Juarez e José Luiz Visconti, então diretor do Grêmio Politécnico. Denominado, inicialmente, “Coral Universitário Poli-Enfermagem” e integrado por alunos e alunas daquelas Escolas, logo se abriu à comunidade universitária e à comunidade em geral, incorporando-se, em março de 1971, à Reitoria da Universidade, como “Coral Universidade de São Paulo”- CORALUSP. Em meados da década de 70 se agregou à Coordenadoria de Atividades Culturais (CODAC/USP), desencadeando, ao longo do tempo, gradual processo de expansão, ao formar novos grupos corais dentro e fora do campus USP/Butantã. Nas próprias palavras de um dos fundadores, José Luiz Visconti, a criação do CORALUSP pode ser considerada uma ousadia, pois de 1967 a 1972, o coral foi praticamente auto suficiente em recursos, até ser incluído na estrutura da USP.

Mantendo-se em atividade ininterrupta desde sua fundação, engloba, hoje, 15 grupos e uma oficina coral sediados na Cidade Universitária, na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, na Casa Dona Yá-Yá e no TUSP Maria Antônia, sob a direção de 07 regentes corais, num total de aproximadamente 560 coralistas. De 1989 até o presente, integra os quadros da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo – PRCEU/USP.

Desde sua criação, vem desenvolvendo um estilo próprio, consoante com seu tempo, aproximando o erudito e o popular, reunindo em seu repertório coral os mais diversos gêneros musicais. Apresenta-se para públicos variados, na comunidade universitária e fora dela, no país e no exterior. Já esteve nos EUA, Europa, África e na Argentina. Tal trajetória artística lhe conferiu reconhecimento em âmbito nacional e internacional, como atesta o reconhecimento de público e crítica – é detentor de 5 premiações da APCA- Associação Paulista de Críticos de Arte. Recentemente, em junho de 2017, o CORALUSP recebeu o Prêmio Colar Guilherme de Almeida, da Câmara Municipal de São Paulo, voltado para a homenagem de pessoas físicas e jurídicas, nacionais ou estrangeiras, que tenham prestado colaboração relevante à literatura, ao cinema, ao teatro, à música, às artes plásticas e a outras formas artístico-culturais de manifestação, bem como à preservação e à divulgação da história da cidade de São Paulo

Além dos ensaios e apresentações, mantém um programa didático organizado pelas equipes das áreas de técnica-vocal e estruturação musical, de modo a estimular nos coralistas o interesse pelo conhecimento da música e seus aspectos teóricos. Possui um acervo variado de obras corais, majoritariamente composto por arranjos de música popular brasileira, especialmente aqueles elaborados por Damiano Cozzella, disponíveis para consulta. Recentemente, teve três projetos contemplados no Programa de Intercâmbio de Atividades de Cultura e Extensão da PRCEU/USP, destinados a levar música brasileira ao Berklee College of Music, em Valência/Espanha (2013), à Pontifícia Universidad Javeriana de Bogotá/Colômbia (2014) e à École Nationale de Musique, em Villeurbanne/França (2014). 

Ao longo de sua história, realizações de obras coral-sinfônicas têm marcado presença na agenda do CORALUSP, em sua maioria concebidas e dirigidas pelo Maestro Benito Juarez, junto à Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (“Nona Sinfonia”, “Carmina Burana”, “Missa em Si Menor”, “Les Noces”, “Magnificat-Aleluia”, “Messias”, entre outras.). Apresenta-se em concertos junto às orquestras da Universidade, OSUSP e OCAM. Em dezembro de 2014, reuniu-se à OSUSP, na Sala São Paulo, para a interpretação da “Nona Sinfonia”, de Beethoven, em concerto sob a regência do Maestro Ricardo Bologna, por ocasião das comemorações dos 80 anos da Universidade.

Na direção artística do CORALUSP estiveram José Luiz Visconti (1972 – 1975), o Maestro Benito Juarez (1967 – 2009), o Maestro Eduardo Fernandes, a Maestrina Marcia Henstchel (2009 – 2010) e o Maestro Alberto Cunha (2010 – 2013). No presente, o cargo é exercido pela Maestrina Marcia Hentschel. Ocuparam a Diretoria do Coral o José Luiz Visconti (1972 – 1975), a Profa. Dra. Diana Pozzi (2009 – 2010), a Profa. Dra.Fabíola Zioni (2010 – 2013) e o Prof. Dr.Alberto Advíncula Reis (2013 – 2016). 

Atualmente, está sob a direção do Prof. Dr. Silvio Soares Macedo.